terça-feira, 18 de agosto de 2009

Os diapositivos de António Quadros

"Esta noite sonhei que tinha encontrado os diapositivos do António Quadros. Sei bem o que isso significa para mim: António Quadros era um apaixonado pelas velhinhas igrejas românicas que se encontram por esse Norte adentro, às vezes em lugares de difícil acesso, sobretudo longe dos percursos apressados dos turistas. Mas ele fazia questão de as fotografar e de preservar as imagens delas nos seus diapositivos, cuidadosamente catalogados e arrumados num compartimento da antiga sede do IADE. Imagino que os diapositivos não estarão perdidos, mas sim guardados pela família de António Quadros, juntamente com o resto do seu espólio. [...]"

5 comentários:

Mafalda disse...

Que sorte ter sonhado. Quando sonho com o meu pai, sinto que estive com ele algures onde não existe espaço nem tempo e, custa-me acordar e voltar a habituar-me a uma realidade onde ele não está presente fisicamente, apenas fisicamente, pois vivo rodeada pelos seus papeis e livros e acompanhada palas minhas recordações. Acho que ele levava os diapositivos de que fala, para o IADE como material de apoio nas suas aulas de História de Arte e, por lá ficaram. Vou tentar recuperá-los mas, não vai ser fácil. Tem razão. Faria todo o sentido reuni-los ao restante espólio da Fundação António Quadros.
Gostei de ler o seu testemunho
Mafalda Ferro

antónio carlos carvalho disse...

Obrigado, Mafalda. Se escrevi o que escrevi foi só porque sinto muito a falta do senhor seu (vosso) Pai. Ultimamente, tenho pensado muito nele. Creio que foi também por isso que tive aquele sonho (não o inventei, aconteceu mesmo ...)Tenho para com ele uma enorme dívida de gratidão. Afinal de contas, ele apostou num rapazola desconhecido, colocando-o ao lado de gente de valor. Nunca mais tivemos ninguém assim. A pobreza é também feita de coisas destas.

MAFALDA FERRO disse...

Eu sei. Ele era um ser raro. Deixou essa impressão nas pessoas que tiveram a sorte de com ele privar. Entendo a saudade.
Mafalda Ferro

João Alves das Neves disse...

Gostaria de indicar o texto sobre António Quadros no blog www.revistalusofonia.wordpress.com o homem por detrás do Intelectual.

Mafalda disse...

Constato que a amizade que o uniu durante tantos anos a António Quadros, se estende à Fundação que nasceu para o homenagear através do estudo e divulgação da sua obra.
Obrigada, João Alves das Neves.
Mafalda Ferro